A libertação dos quatro apegos

A libertação dos quatro apegos

 
de Jetsun Drakpa Gyaltsen Tradução de Rogel Samuel

 

 

Quando o grande Lama Sakyapá  (SACHEN KUNGA NYNGPÔ, 1092-1158) tinha doze anos de idade, estava realizando um retiro de seis meses de meditação e recitação [do mantra] de Arya Manjughosha; e então, no meio de uma grande massa de luz, sobre um trono de jóias, o Senhor Manjusri apareceu, de cor laranja, gestualizando o mudra do "Ensino do Dharma", sentado confortavelmente no meio de uma comitiva de bodhisattvas que se dispunham à sua direita e à sua esquerda; e o Senhor proferiu:

 

Se você está apegado a esta vida, você não é uma pessoa religiosa;

Se você está apegado ao ciclo da existência, você não renunciou; 
Se você está apegado a seus próprios interesses, você não é um bodissatva; 

Quando ocorre aderência não há visão.

 

Depois que isto foi ouvido [o lama Sakyapá] meditou e obteve o especial discernimento de todos os dharmas, analisando seu sentido e unindo a "Treinada Mente" dos quatro apegos e sua separação como a inteira prática do "Caminho da Perfeição". Samapatamithi. [Jetsun Drakpa Gyaltsen, 1147-1216]




Total de visitas: 159587